Buscar
  • dragisele

Sinais de que sua tireoide não está funcionando como deveria!


Você sabia que a tireoide é a glândula responsável por produzir e regular a secreção de hormônios importantes para o nosso corpo? Aliás, é muito provável que você só escute falar sobre ela quando surgir algum problema que afete o seu organismo, uma vez que o seu funcionamento pode passar despercebido no dia a dia. A tireoide fica na região do pescoço e produz dois hormônios que atuam como mensageiros das funções metabólicas: triiodotironina (T3) e tiroxina (T4), que circulam na corrente sanguínea, regulando a função dos órgãos, o metabolismo e a transformação de alimentos em temperatura e energia.


A glândula atua na função de órgãos importantes como o cérebro, coração, fígado e rins. Além de interferir no processo de crescimento e desenvolvimento das crianças e adolescentes; na regulação dos ciclos menstruais; na fertilidade; no peso; na memória; na concentração; no humor e no controle emocional. É fundamental que ela funcione perfeitamente para garantir o equilíbrio e a harmonia do organismo. Mas doutora, como posso identificar se a tireoide não está funcionando corretamente?


Veja alguns indícios que merecem atenção e podem indicar um distúrbio da glândula: Se, de repente, você começar a se sentir deprimido, cansado, agitado ou reparar ganho de peso que possa surgir de forma inexplicável, esses sintomas podem estar associados a alguma alteração na atividade da glândula. Falta de concentração, memória ruim e liberação de hormônios em excesso são alguns dos sinais de que a tireoide não está funcionando corretamente. No caso do hipotireoidismo, quando o metabolismo fica mais lento e o corpo apresenta os sintomas citados acima, também observamos mais sonolência, oscilações de humor, unhas fracas, queda de cabelo, desânimo, intestino preso e inchaço. Já no caso do hipertireoidismo acontece o oposto e os sintomas envolvem aceleração do metabolismo, que pode provocar taquicardia, perda de peso, tremores, insônia, cansaço e irritação.


Acontece que, nem sempre, os sintomas são muito evidentes. Em caso de nódulos na glândula tireoide, se forem bem pequenos (menos de dois centímetros), normalmente, não apresentam sintomas. Quando maiores, os nódulos podem estar acompanhados de aumento no volume do pescoço, alteração na voz, dificuldade para engolir e sintomas de engasgo. A boa notícia é que tanto o hipotireoidismo quanto o hipertireoidismo possuem tratamento adequado, que podem reverter na maioria dos casos, os incômodos dos sintomas causados.


É fundamental que o paciente procure ajuda se apresentar sinais de mau funcionamento da tireoide. Um possível aumento cervical ou surgimento de nódulos também devem ser observados. Em 95% dos casos, os nódulos na região não são cânceres, mas é importante consultar um endocrinologista para identificar qual é o problema neste caso.


O hiper e o hipotireoidismo são diagnosticados por meio de exames de sangue e dos sinais clínicos.

9 visualizações0 comentário