Buscar
  • dragisele

Perimenopausa: entenda o que é esse processo!


Você sabe o que é perimenopausa? Neste texto, eu vou te contar sobre esse problema que, muitas vezes, se confunde com a menopausa.

Boa leitura!

O que é perimenopausa?

Quando o assunto é o envelhecimento da mulher, muito se fala sobre a menopausa. Porém, existem outros problemas que podem aparecer durante esse período, marcado pela transição da vida reprodutiva para a vida não reprodutiva da mulher.

Nesse sentido, é preciso conversar sobre a perimenopausa.

A perimenopausa é o momento que antecede a menopausa. Ela pode ter duração curta, podendo sumir em meses. Mas, em alguns casos, pode durar anos.

Durante esse período, os níveis hormonais podem sofrer oscilações e causar sintomas e sensações diferentes.

Mas, quais são esses sintomas e como saber se você está passando pela perimenopausa?

Quais são os sintomas da perimenopausa?

Agora que você já sabe o que é perimenopausa, é hora de entender quais os sintomas dela.

Caracterizada por uma produção insatisfatória de hormônios pelos ovários, muitas vezes, os sinais da perimenopausa se confundem com o surgimento de uma menopausa precoce.

Entre os sintomas podemos citar a irregularidade do ciclo menstrual, o ressecamento vaginal, o aumento na sensibilidade mamária, alterações no peso, ondas de calor, distúrbios de sono e alterações no humor.

O diagnóstico da perimenopausa é clínico e depende da identificação dos sintomas que foram descritos acima. Por isso, é muito importante que todas as mulheres façam acompanhamento médico, especialmente para aquelas que estão com idade em torno de 50 anos. Mas, caso você identifique qualquer sintoma, não deixe de consultar com um especialista, independente da sua idade. Ok?

Existe tratamento para a perimenopausa?

Em primeiro lugar, é importante citar que apenas um profissional especialista pode indicar o diagnóstico da perimenopausa. Por ter sintomas parecidos com o da menopausa, é importante fazer uma série de exames.

Como tratamento para a perimenopausa, pode ser indicada uma mudança no estilo de vida da mulher, como: alimentação mais saudável, exclusão de maus hábitos, como tabagismo, além da recomendação da prática de exercícios físicos.

Pode ser indicada também uma terapia hormonal para repor a produção de hormônios que estão sendo produzidos em menor quantidade. Esse método ajuda a amenizar sintomas, como: ondas de calor, melhora o sono, alivia picos de suor noturno e diminui a irritabilidade.

Vale destacar que mulheres com histórico de câncer de mama não podem fazer terapia hormonal.

Quer saber mais sobre o assunto? Entre em contato comigo! Será um prazer atender você e esclarecer suas dúvidas.


37 visualizações0 comentário