Buscar
  • dragisele

Os perigos de tomar hormônio sem orientação médica




Os hormônios são substâncias essenciais para o nosso corpo e, se estiverem em falta, podem comprometer a qualidade de vida. Portanto, identificar os sinais de alerta que indicam que é necessário realizar uma reposição hormonal é de extrema importância.

Vale ressaltar que, os hormônios também funcionam como fármacos e, por isso, devem ser consumidos sob orientação médica. Fazer reposição hormonal de maneira equivocada pode oferecer riscos à saúde e ainda aumentar a chance do paciente desenvolver doenças.

Se há falta de hormônios como o da tireóide, a insulina, o estrógeno e na maioria dos casos em que o organismo apresenta distúrbios hormonais, é possível identificar por meio do exame de sangue. Já no caso da melatonina, que é o hormônio regulador do sono, é feito o exame de urina.

Além dos exames, o aparecimento de alguns sinais, como pele seca, cabelo quebradiço, lentidão na fala, cansaço e ganho de peso podem ser indicativos de que há pouca quantidade do hormônio da tireóide; se houver muita sede e vontade de urinar, pode ser falta de insulina; em mulheres que param de menstruar, é comum sentirem muito calor e a diminuição da libido, que pode ser pela falta de estrógeno; crianças muito baixas ou que engordam facilmente talvez precisem tomar o hormônio do crescimento.

Ao ser aplicada com uma seringa, a insulina tem a função de fazer o açúcar entrar na célula e evitar que ele fique em excesso no corpo; mas, se tomada em grande quantidade, pode deixar o paciente com transpiração e pálido.

No caso da melatonina, a substância teve a comercialização liberada no país em outubro do ano passado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). O hormônio pode ser indicado como suplemento e pode variar de acordo com a gravidade do problema e a necessidade de cada indivíduo.

Por outro lado, os médicos ressaltam que o uso de determinados hormônios pode também ser prejudicial à saúde. Por exemplo, no caso do estrogênio, normalmente usado por mulheres na menopausa para garantir o humor agradável, a libido em alta, deixar a pele boa e também aumentar a ovulação, há o risco maior da paciente desenvolver câncer de mama e útero.

O risco também vale para a testosterona, que pode deixar a mulher mais musculosa, e, se tomada em excesso, pode ter consequências, como o aumento da quantidade de pelos no corpo.



2 visualizações0 comentário