Buscar
  • dragisele

Jejum metabólico ou jejum fisiológico: como diferenciá-los?


Quando o assunto é emagrecimento, existem diversos métodos, entre atividades físicas e mudança na alimentação, que trazem o resultado esperado. Atualmente, muito se tem falado sobre o jejum intermitente, que entrou na lista como uma ótima opção para atingir o objetivo de perder peso.

Mas você sabia que existem dois tipos de jejum: o jejum metabólico e o jejum fisiológico? Neste texto, vou te contar como diferenciá-los, além de falar dos benefícios de cada um deles. Vem comigo!!

O que é o jejum intermitente

O jejum intermitente é caracterizado por um intervalo entre uma alimentação e outra. Ou seja, é intercalar períodos em que se consome alimentos com períodos em que não se come nada.

Mas, antes de mais nada, é importante destacar que, mesmo com a promessa de bons resultados, é fundamental que o jejum seja acompanhado por um especialista, principalmente para garantir que ele só traga benefícios à sua saúde. Combinado?

Voltando ao assunto, o jejum intermitente é um método utilizado para o emagrecimento que faz com que o corpo seja “obrigado” a gastar os estoques de gordura, reduzindo, assim, a massa gorda. As práticas mais comuns do jejum são: 16/8, 5/2 e 24 horas.

16/8 - consiste em manter o jejum por 16 horas seguidas. As outras 8 horas restantes do dia concentram as refeições.

5/2 - neste padrão de jejum, é permitida e ingestão de 500 a 600 calorias por dia durante dois dias não consecutivos. Ou seja, segunda e quarta ou terça e quinta, por exemplo.

24 horas - esta prática consiste em ficar 24 horas em se alimentar.

Jejum metabólico X jejum fisiológico

Existem dois tipos de jejum intermitente: o jejum metabólico e o jejum fisiológico. O primeiro [jejum metabólico] se caracteriza pela não ingestão de alimentos que estimulam a liberação de insulina, como carboidratos (pães, massas, cereais…). Neste caso, é ideal para pessoas que estão iniciando o jejum intermitente ou que queiram apenas manter o peso, sem perda significativa de gordura.

Já o jejum fisiológico, é aquele que não se pode comer absolutamente nada no período destinado ao jejum. É permitido apenas a ingestão de água, café e chás não adoçados. É indicado para pessoas que desejam perder peso e se desintoxicar, deixando o organismo mais “limpo”.

Os benefícios do jejum intermitente

Sem dúvida, o principal motivo de busca pelo jejum intermitente é o emagrecimento. Mas a prática do jejum intermitente também pode trazer benefícios para o metabolismo e para o sistema imunológico.

Vários estudos sobre o jejum intermitente apontam para a redução do risco de doenças cardiovasculares e redução nos níveis de colesterol.

Mesmo indicando benefícios à saúde, é muito importante contar com uma opinião médica antes de introduzir o jejum no seu dia a dia. Nem sempre o que foi bom para um amigo ou familiar, é bom para você. É fundamental saber como está seu organismo, como seus níveis de vitaminas e de açúcar no sangue, por exemplo. Para isso, exames de rotina e consultas regulares são fundamentais.

Lembre-se que sua saúde, bem-estar e o equilíbrio do seu corpo precisam ser prioridades. Cuide-se sempre!!


820 visualizações0 comentário