Buscar
  • dragisele

Estudo mostra que obesidade diminui testosterona em homens!



Ao contrário do que algumas pessoas imaginam, o sobrepeso e a obesidade não são apenas questões de estética. Segundo uma pesquisa realizada pela Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), existe relação entre o acúmulo de gordura corporal e possíveis deficiências hormonais.


O excesso de gordura no organismo pode estar relacionado a diversos problemas de saúde, como diabetes, pressão alta, câncer, acúmulo de gordura no fígado e até mesmo deficiências imunológicas.


Além disso, a condição de obesidade também pode comprometer a produção de um hormônio masculino fundamental para o bem-estar e desempenho sexual dos homens: a testosterona.

Na pesquisa realizada pela UEFS, foram analisados 3,5 mil pacientes, divididos em grupos de acordo com a faixa etária de cada participante. Os resultados mostram que homens obesos, com circunferência abdominal maior do que 102 centímetros, têm cinco vezes mais chances de apresentarem deficiência de testosterona do que aqueles que não são obesos.


Normalmente, a queda da testosterona está atribuída ao fator envelhecimento. Entretanto, o estudo mostra que a idade dos homens com e sem o hormônio foi a mesma. Segundo o estudo, a obesidade esteve associada à queda de testosterona em qualquer faixa etária.

Sobre a obesidade


De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a obesidade é considerada uma doença crônica, responsável por desencadear inúmeros problemas de saúde e que necessita de acompanhamento médico e tratamento especializado.


Principalmente após o início da pandemia de Covid-19, surgiu um aumento notável do número de pessoas acima do peso. Muitas passaram a se alimentar pior, ganhando grandes quantidades de quilos e transformando-se em obesas durante o período de confinamento.


A verdade é que até mesmo antes do coronavírus pressionar as pessoas a passarem mais tempo em casa, longe de atividades cotidianas, a obesidade já era um agravante de saúde que chamava a atenção no Brasil. O último levantamento realizado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) conclui que 26,8% dos brasileiros com mais de 20 anos de idade eram obesos em 2019. Enquanto 61,7% da população adulta brasileira estava com excesso de peso.

Prevenção da obesidade no dia a dia


Todos os esforços devem ser feitos para evitar a condição de obesidade. A recomendação para as pessoas que sofrem com o excesso de gordura corporal é, principalmente, apostar em um estilo de vida mais saudável, com uma alimentação equilibrada, que priorize alimentos naturais aos ultraprocessados, fazer atividades físicas regularmente e ter boa qualidade do sono.


É importante ressaltar que diversos fatores podem prejudicar o processo de emagrecimento. Por isso, o acompanhamento de profissionais de saúde, como médicos nutrólogos, psicólogos e educadores físicos, torna-se fundamental no combate à obesidade.

2 visualizações0 comentário