Buscar
  • dragisele

Doença autoimune x Alimentação


Ter uma alimentação balanceada é algo importante pra todo mundo, né? Afinal, uma dieta inteligente e equilibrada aumenta a imunidade, previne doenças e promove, inclusive, um envelhecimento mais saudável.


Agora, para as pessoas que têm doenças autoimunes, cuidar da alimentação é mais que importante: é crucial! Principalmente para controlar e amenizar os sintomas e trabalhar em conjunto com o tratamento indicado pelo médico.


Pra quem não sabe, as doenças autoimunes são condições em que o próprio organismo ataca suas células e tecidos saudáveis. O corpo “confunde” essas células com corpos estranhos e passa a atacá-las através de anticorpos. Alguns exemplos de doenças autoimunes são lúpus, diabetes tipo 1 e artrite reumatóide.


A alimentação é uma aliada no tratamento


Além do uso de medicamentos, a dieta prescrita pelo médico também pode ser uma excelente aliada no combate às doenças autoimunes.


A nutrição tem um papel impactante nesta patologia, tanto na causa quanto na eficácia de seu tratamento. Embora a doença autoimune não tenha uma causa definida, já é comprovado que alguns fatores ambientais exercem uma enorme influência sobre o problema.


E ao elaborar uma dieta para um paciente com doença autoimune, um dos alimentos que devem ser eliminados é o glúten.


O maior vilão


O glúten é a combinação de dois grupos de proteínas: a gliadina e a glutenina, sendo encontrado no trigo, cevada, centeio e malte.


Este composto é altamente inflamatório, podendo causar danos ao intestino como desgaste e redução da capacidade de absorção de nutrientes.


Como pacientes com doenças autoimunes podem apresentar um crescimento anormal de bactérias específicas e a redução de bactérias consideradas benéficas para o intestino, o glúten deve ser evitado ao máximo e o paciente deve dar preferência a alimentos probióticos.

Além disso, uma dieta rica em glúten pode desencadear o surgimento de uma doença autoimune ou complicar um quadro já existente.


Alguns mocinhos


Alguns alimentos aumentam a imunidade e são excelentes para pacientes com doenças autoimunes:


  • Vegetais de folhas verdes;

  • Legumes ricos em enxofre, como cebola, brócolis, cogumelos, repolho, couve-flor;

  • Legumes de cores intensas como vermelho, azul, amarelo e laranja;

  • Vitamina D


Não podemos esquecer que a prática de exercícios físicos também faz parte de uma vida saudável. Se exercitar alivia o estresse, ajuda na qualidade do sono também pode contribuir muito para a evolução do tratamento das doenças autoimunes.



47 visualizações0 comentário